Miomectomia

O que se trata? 

Retirada de miomas uterinos

Quando realizar?

Mulheres portadoras de miomas uterinos sintomáticos que desejam manter o útero.

Quais são os tipos de miomas?

  • Sumucoso – nódulo se encontra predominantemente para dentro da cavidade uterina – local aonde se implanta o embrião (local aonde cresce o bebê durante a gravidez). Geralmente, cursa com sangramento genital acentuado.
  • Intramural  nódulo se encontra predominantemente no meio do útero, na sua camada muscular. Pode cursar com cólicas.
  • Subseroso – nódulo se encontra na camada externa do útero, camada que fica em contato com outros órgãos do abdomen. Pode causar mudança de posição do útero além de sintomas de com pressão de outros órgãos (a depender do tamanho).

Quais são as formas (vias) para retirada dos miomas?

  • Laparotômica – método tradicional. Geralmente se faz uma incisão(corte) suprapúbica
  • Laparoscópica – método que utiliza pequenas incisões abdominais (5-10mm) e auxílio de sistema ótico (câmera) e instrumental apropriado.
  • Histeroscópica – método que utilizado para ressecar alguns miomas de localização submucosa (sem cortes).

Quais benefícios da via laparoscópica?

Quando adequadamente indicada, a via laparoscópica é benéfica nos seguintes aspectos:

  • Menor perda sanguínea
  • Retorno precoce as suas atividades cotidianas
  • Menor dor e utilização de medicações no pós operatório
  • Benefícios estéticos (cortes muito pequenos e imperceptíveis)
  • Visualização da cavidade abdominal podendo desfazer aderências e tartar outras patologias com maior segurança

Equipe

Dr. Marcos Travessa

Dr. Marcos Travessa

Cirurgia Ginecológica / Laparoscopia Ginecológica

Sempre buscando o aperfeiçoamento da técnica cirúrgica, após sua formação ginecológica, especializou-se em cirurgia geral, momento que teve contato com a cirurgia videolaparoscópica. A partir desse instante, dedicou-se a especializar-se, dia a dia, no tratamento cirúrgico pela via videolaparoscópica, no intuito de atenuar o sofrimento de mulheres portadoras de endometriose severa, mioma, adenomiose dentre outras doenças, utilizando tecnologia avançada na cirurgia.

Saiba mais