4 dicas para aliviar os sintomas da endometriose

06mar

Conviver com a dor, cólicas ou qualquer outro tipo de incômodo que possa prejudicar a rotina e inviabilizar o dia a dia é uma tarefa ingrata. A boa notícia é que existem diferentes maneiras de aliviar os sintomas da endometriose.

A melhoria da qualidade de vida passa pela mudança de alguns hábitos, associada a outros tratamentos. Mas lembre-se de não tomar nenhuma decisão sem fazer uma consulta ao médico de sua confiança.

 

1. Fisioterapia Pélvica e exercícios

A primeira estratégia para aliviar os sintomas da endometriose é praticar a fisioterapia pélvica, em que o profissional – que precisa ter feito uma especialização – combina várias técnicas para fortalecer os músculos do assoalho pélvico.

Ele pode recorrer, por exemplo, a eletroestimulação, para diminuir a sensibilidade da paciente aos sinais de dor. Já a cinesioterapia prevê a realização de determinados movimentos, prescritos pelo fisioterapeuta.

Além disso, a prática regular de exercícios leves, como a caminhada, pode atuar na redução dos níveis de estrogênio, um dos hormônios que desencadeia as reações inflamatórias nos focos de endometriose.

 

2. Uso de anticoncepcionais

Falando em estrogênio, o uso de anticoncepcionais também pode ser uma maneira eficiente de aliviar os sintomas da endometriose. Ao recorrer a esse tratamento, os médicos visam a suspensão temporária da menstruação. Vale lembrar, no entanto, que essa medida não provoca o desaparecimento das lesões.

Para ser eficiente, é fundamental que a pílula contenha a substância progestagênio, que é capaz de inibir a liberação de estrogênio. De novo, a indicação do anticoncepcional enquanto método paliativo para dor está condicionada a prescrição do ginecologista.

Esse cuidado é importante porque algumas mulheres podem apresentar reações adversas aos efeitos colaterais da pílula.  Para essas mulheres, uma opção pode ser o uso de injetáveis ou de DIU com hormônios.

Na contramão, para as pacientes em que não há contraindicações, o uso de anticoncepcionais deve ser recorrente. Em caso de interrupção, o hormônio volta a ser liberado.

 

3. Cuidados nutricionais e ingestão de Ômega 3

Também é importante destacar que uma mudança nos hábitos nutricionais também pode contribuir para aliviar os sintomas de endometriose. Na prática, profissionais recomendam a inclusão de alimentos com Ômega 3 na dieta.

Presente fundamentalmente em peixes marinhos de águas frias, essa gordura saudável apresenta vários benefícios à saúde. Para as portadoras de endometriose, a substância ajuda a inibir os processos inflamatórios, impedindo que as lesões continuem a se desenvolver.

Entre os alimentos considerados ricos em Ômega 3 estão o Atum, o salmão e a sardinha, além de vegetais, especialmente os que possuem folhas verdes escuras. Vale o lembrete de que o organismo humano não é capaz de produzir essa gordura.

 

4. Tente relaxar

Por último, vale a recomendação de que as portadoras de endometriose devem procurar relaxar e não se envolver em situações potencialmente estressantes. É comprovado que esse tipo de desgaste é capaz de agravar quadros de dores crônicas. Em outras palavras, desligar-se do mundo por alguns momentos não faz mal algum.

Entendeu o que você precisa fazer para aliviar os sintomas da endometriose? Se as dores forem tão intensas a ponto de se tirar o seu prazer em praticar atividades que você gosta, vale procurar um atendimento psicológico. A equipe médica estará sempre pronta para ajudá-la a resgatar sua qualidade de vida!